Poeta Abraão Marinho
Fracassado não é aquele que perdeu uma luta, mas aquele que desistiu da guerra.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


A MORTE ME VISITOU
 

A morte visitou-me ontem,
Tinha o cheiro de uma pétala invisível
E o gosto de seu sangue era familiar;
Um tom de ódio e olhar de delírio,
Um horizonte inapto, sereno, porém frio.
 
Consumiu-me o semblante dolorido,
Levou-me à raiz de uma escuridão
Que ficava escondida debaixo da alma;
Assim, meu corpo se debateu, e em calma
O último suspiro encontrou sua solidão.
 
Vi-me debruçado sobre os ossos no chão,
Um receio, um castelo de maldades,
Meu corpo ardia sobre o ácido de dor;
Minh’alma, arrancada pelas correntes
Que vagavam pela floresta de horror.
 
De gritar, fiquei mudo, a garganta cortada
Como as asas de um pássaro sem vida.
Estático, o coração batia violentamente,
Enferrujada, a espada de ilusão atravessou
Os olhos que, sem voz, pediam piedade.
 
As sombras me atormentavam na escuridão,
Perdido sobre as águas, uma prisão escondida
No subconsciente de meu incauto desespero;
Um sentimento que rasgava minha pele
E queimava minha esperança, um cinzeiro.
 
Vários gritos amordaçados pela crueldade,
Perdidos, vagando pelo abismo do esquecimento,
Como se a ventania, a tempestade, o tempo
Tivessem paralisado seu futuro inexistente;
Tudo estava a flutuar no nada, devastadoramente.
 
Meus batimentos finalmente pararam
E a morte tinha o cheiro do enxofre,
O gosto de seu sangue era mais amargo;
Um tom de ódio e olhar de melancolia,
Um horizonte devastado, sem melodia.
 
Vago pelas ruas, sinto-me mais vazio,
A raiva alimenta meu desejo de vingança,
Apenas queria mais sangue, para adoçar
Minha escuridão e retirar essa amargura,
Esse gosto de saudade do que foi interrompido.
 
Assim nasce uma eterna maldição.
 
Itacoatiara-AM, 27 de janeiro de 2020.
Abraão Marinho
Enviado por Abraão Marinho em 27/01/2020


Comentários