Poeta Abraão Marinho
Fracassado não é aquele que perdeu uma luta, mas aquele que desistiu da guerra.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

O ÁPICE DE TEU FERVOR.
 
Deixe-me ser o frio da madrugada,
Deixe-me ser o espelho dos teus olhos,
O teu suor, tua sombra, tua morada;
Deixe-me ser teu canto, tua luz apagada.
 
E quando tua lágrima soar tranquilamente
Deslize as suas mãos sobre o retrato
Da manhã em meio à triste nascente,
De sua pele amarga, o dia dilacerado.
 
Deixe-me ser o mel que derramas no abismo,
As chamas, que ao pensamento consome,
Deixe eu te mostrar a doce face do delírio,
Na hora certa me darás um codinome.
 
E quando as estrelas transpassarem a ti,
Toque no horizonte e desfrute o amor;
Deixe-me ser o sol, o oceano, o rir,
Deixe-me ser o ápice de teu fervor.
 
Itacoatiara-AM, 15 de outubro de 2019.
Abraão Marinho
Enviado por Abraão Marinho em 29/10/2019


Comentários