Poeta Abraão Marinho
Fracassado não é aquele que perdeu uma luta, mas aquele que desistiu da guerra.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


OS SENTIDOS
 
Sinto o cheiro de meus versos,
É próprio ao da pétala de flor
Misturado com uma gota de silêncio
E um pedaço da tempestade que evaporou.
 
Sinto o sabor de meus versos,
São doces feito o oceano
E tão profundos quanto as rochas,
Às vezes não passam de engano.
 
Ouço suas vozes, em um sussurro,
Como o vento que sopra à escuridão
E descreve na sinfonia do pranto
O que tanto desmoronou no coração.
 
Os vejo nos sonhos, tão sublimes
Quanto à perfeição das dores,
Melancólicos feito um pássaro solitário,
Tão triste quanto os eternos escultores.
 
Tocam-me à alma como o invisível,
Sinto seus suspiros deslizarem o fingir,
Subitamente, escrevo sem rumo
O que no final se tornará meu existir.
 
Itacoatiara-AM, 18 de outubro de 2019.
Abraão Marinho
Enviado por Abraão Marinho em 19/10/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.poetaabraao.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários